A INFLUÊNCIA DA CLOUD COMPUTING

Conforme matéria publicada aqui no blog mkt em abril a cloud computing, ou computação em nuvem, já não é mais uma tendência, mas uma realidade. Onde a preocupação com o sistema operacional, sua capacidade e atualização de softwares fica em segundo plano, pois o acesso as funcionalidades e arquivos é feito remotamente. Este meio de acesso e processamento de informações esta mudando aos poucos a forma como interagimos com o meio eletrônico. Seja com os smartphones, tablets e todo aparato tecnológico móvel ou em meios não convencionais que vem surgindo, partimos para um acesso remoto e globalizado de informações. Podendo acessar nossos perfis e arquivos em diferentes dispositivos e interagir com eles com diferentes pessoas, redes e serviços.

A exigência com a capacidade dos computadores vai diminuindo e com isso os preços. Ganha espaço também sistemas operacionais como Linux que pode ser utilizado com menos recursos, assim como sistemas operacionais alternativos que vão sendo adaptados a dispositivos que não exigem ou mesmo não foram projetados para trabalhar com grande capacidade de processamento como é o caso do Android ou iOS da Apple.

Toda essa mudança é acompanhada da tendência mundial da popularização do acesso à internet. Com preços e tecnologia de acesso e velocidade cada vez mais acessíveis e locais de acesso público gratuito.

A rede de varejo Amazon.com foi uma das primeiras a aproveitar as oportunidades que a cloud computing oferece. Partindo da sua necessidade de investimento em hardware para dar conta da demanda crescente que se apresenta em certos momentos, em especial o natal. Em 2002 a rede de varejo acabou aproveitando o tempo ocioso do sistema para começar a alugá-lo, anos depois tendo lançado os serviços baseados em computação em nuvem e armazenagem remota de arquivos Simples Storage Solution (S3) e o Elastic Compute Cloud (EC2)

No Brasil a computação em nuvem tem uma distância muito grande a percorrer até se tornar popular. No entanto, apesar de começar lentamente o uso desta tecnologia, o país atualmente está tendo um crescimento rápido. Um dos grandes entraves a ser enfrentado pelo país para o pleno desenvolvimento desta tecnologia é o acesso a internet de banda larga, que ainda é muito limitado. Sem banda larga e conexões de internet de qualidade a computação em nuvem não pode existir. Assim, é preciso que os investimentos comecem pela infra-estrutura de acesso a internet no país.

Anúncios

Mobile 2.0

O mobile 2.0, que se refere a nova geração de serviços de internet utilizada em dispositivos móveis, apresentou crescimento na busca por aplicativos. Se comparado ao ano de 2010 onde o número de downloads de apps foi de 9 bilhões em todo o mundo, em 2011 atingiu a marca foi de 30 bilhões, contabilizando um aumento de 230%. Os são da Aorta, empresa do grupo Mobi que atua no mercado de aplicativos.

Estes dados são importantes, pois não só demonstram o grande aumento neste meio, como também a tendência de expansão do mesmo nos próximos anos. Os modelos de negócio para este mercado estão sendo adequados conforme a adaptação e utilização dos consumidores. Oferecer aplicativos gratuitos que oferecem adicionais pagos, acesso gratuito limitado em determinados serviços e a interação e comunicação de empresas e negócios através dos apps são alguns exemplos de modelos adotados atualmente. Este é um meio muito importante de comunicação com o seu consumidor, que se mantém atualizado e em constante contato com sua marca.

 

Leia mais sobre móbile 2.0 no site mundo do marketing

VEÍCULOS ELÉTRICOS NO BRASIL

Hyundai, Mitsubishi, Nissan e Toyota, marcas de veículos japoneses quem tem algo em comum – o interesse em vender veículos elétricos no Brasil. Na última semana representantes destas companhias se encontrarão com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel para tratar do desenvolvimento de carros híbridos no país. A falta de regulamentação que trate do assunto é um dos maiores entraves para iniciar uma produção de carros deste tipo no Brasil. Além disso, seria preciso adequar os postos ao abastecimento de veículos como estes, pois atualmente somente companhias elétricas estão autorizadas a comercializar energia deste tipo.

A montadora Nissan do Brasil fechou parceria com a Prefeitura de São Paulo e com a concessionária AES Eletropaulo para testar dois modelos Nissan Leaf na Capital e a montadora Mitsubishi conta com dois veículos elétricos em exposição para os clientes do Brasil. As montadoras anseiam pelo incentivo do governo para que possam prosseguir com o desenvolvimento e produção destes veículos no país, visto que esta é uma tendência mundial a qual o Brasil não tem como não acompanhar. A expectativa é que os veículos elétricos sejam uma realidade ao consumidor brasileiro em 5 anos.

 

 

 

 

 

 

 

Leia mais no diário da grande ABC

CRIADORA DO GORILLA GLASS APRESENTA O WILLOW GLASS

Foi apresentado pela empresa norte americana Corning, em uma feira comercial de Boston, um novo tipo de vidro ultrafino e flexível com a espessura de uma folha de papel. Nomeado de Willow Glass este vidro pode ser adaptado ao redor de qualquer objeto devido seu alto grau de flexibilidade. A partir desta afirmação pode-se imaginar várias utilizações para este produto.

A Corning é a empresa que criou o Gorilla Glass, vidro resistente utilizado nos novos telefones celulares e tablets. Com o tempo é possível que o Willow Glass tome o lugar do Gorilla Glass que deixaria de ser produzido. Em breve deveremos ver no mercado produtos já utilizando esta tecnologia.

 

A matéria original é da oficina da net

APPS PARA WINDOWS PHONE

A rede do Windows Phone superou a marca dos 100 mil aplicativos, em comparação foi mais rápida que o Android e mais lenta que o iPhone para atingir o mesmo número de aplicativos. No entanto, nem todos os aplicativos estão disponíveis. No total são cerca de 88,3 mil aplicativos ativos.

É importante que o Windows Phone corra atrás de seus concorrentes se quiser entrar nesta disputa. Ele ainda está de longe de se tornar popular em meio ao domínio do Android e do iPhone, mas vem ganhando espaço nesse meio.

 

A matéria original é do olhar digital

REDE SOCIAL DA NINTENDO

A Nintendo acaba de divulgar que irá criar uma espécie de rede social para o seu novo console, o Wii U o qual ainda não tem data definida de lançamento. Esta rede social receberá o novo de Miiverse a qual possibilitará a troca de mensagens, estatísticas, imagens e vídeos dos jogos dos participantes da rede. Os jogadores poderão ainda desafiar amigos para jogar e verificar conteúdos de jogos. Para utilizar toda a interação existente no Miiverse o jogador poderá se utilizar do controle com tela sensível ao toque que facilita a navegação na rede, inclusive enquanto se disputa uma partida, ou ainda poderá acessar a rede através do 3DS, smartphones, entre outros.

Estas informações dadas por Satoru Iwata, presidente da companhia, são algumas das novidades que a Nintendo pretende apresentar na E3, maior feira de videogames do mundo.

 

Leia mais no site G1

Na última quinta-feira (24/05) o Facebook lançou um novo aplicativo para sistemas operacionais iOS, da Apple, o qual tem o nome de Facebook Camera. Este aplicativo é similar ao Instagram, o qual foi já foi comprado pelo próprio Facebook a cerca de um mês e meio, e em seu visual apresenta uma faixa na parte superior no qual você pode percorrer pelas fotos com o comando de seu celular e escolher a opção de registrar uma nova foto. Também conta com uma aba lateral na qual se visualiza as fotos de seus amigos e o app conta ainda com um identificador da face no qual é possível marcar uma pessoa na foto. Assim como o Instagram o Facebook Camera conta com a opção de personalização de fotos através de filtros contidos no software.

O grande diferencial deste app em relação ao Instagram reside no fato de que ele está diretamente conectado ao Facebook e suas funcionalidades, sendo que você pode curtir, fazer comentários, identificar sua geolocalização com compartilhamento direto com o Facebook, enquanto que o Instagram apresenta este compartilhamento como uma opção posterior, pois suas atualizações são alocadas em sua rede própria.