Blog Mkt - Pepsi

Iniciando sua história em 1893 na Carolina do Norte como uma bebida feita para aliviar os mal estar causado pelo desequilíbrio do ácido péptico presente no estômago a Pepsi é uma referência 

Blog Mkt - Coca Vs Pepsi

mundial como bebida. No Brasil foi introduzido por uma loja do Rio Grande do Sul que o importava e foi lançado oficialmente em 1953, quando já contava com fabricação no país. Concorrente direta da Coca-Cola, que começou a ser fabricada no Brasil no início da década de 40, a Pepsi deixou espaço em aberto por muito tempo até que a Coca-Cola e seu sabor se tornassem referencia no paladar dos brasileiros, o que torna a disputa pela liderança de mercado algo muito difícil para a empresa. Fato que é comprovado pelo comentário da diretora de marketing da PepsiCo, Nora Mirazon – “[A Pepsi] é uma marca que não agrada todo mundo e nem está tentando”.

Atualmente a Pepsi busca investir na classe C que se tornou a nova classe média no Brasil por conseguir um poder aquisitivo maior e se mostra como um mercado promissor para investimento da marca – a reportagem sobre o tema pode ser conferida no site de economia do iG. Investindo em produtos como a Pepsi de 3,3 litros que pode ser compartilhada em grandes famílias ou grupos de amigos e a Pepsi com de 237 ml com o preço de R$ 0,99 que vem estampado na embalagem para alcançar o consumidor que não quer pagar mais por uma latinha de refrigerante.

Blog Mkt - Pepsi

De acordo com a executiva da empresa o Brasil, ao lado do México, é um dos mercados mais relevantes para a Pepsi. No Japão a Pepsi criou o personagem Pepsiman na década de 90, um super-herói que matava a sede com Pepsi e foi um sucesso pela identificação com o público. Talvez no Brasil esteja faltando encontrar esta identificação da marca com nossa cultura e costumes.

Anúncios

50 ANOS DE HAVAIANAS

Uma marca que neste ano completa 50 anos e saiu do esquecimento nos anos 90 para ganhar o mundo. Ela é referencia tanto para as pessoas mais humildes quanto para os mais abastados, podendo ser encontrada em supermercados ou ao lado de grandes marcas do mundo da moda. Esta é a Havaianas, que teve seu início em junho de 1962, inspirada em sandálias de palha de arroz utilizada agricultores japoneses. Se a inspiração de seu formato foi humilde o de seu nome não foi – Havaí – lugar paradisíaco que representava o uso em locais de clima quente freqüentado por pessoas ricas e famosas.

A marca que se popularizou rapidamente e pela maior parte do tempo foi vendida para classes mais desfavorecidas até o ano de 1994 quando iniciou-se uma mudança de posicionamento com o lançamento da Havaianas Top, contando com cores e formato diferenciados. Alterando o valor do produto para um patamar mais alto, grande investimento na comunicação e focando certos nichos do mercado a nova fase da marca começava a deslanchar. Foram surgindo modelos de sandálias personalizadas e criações realizadas com parcerias de grandes marcas. Até que se tornou popular nas mais diferentes camadas da sociedade, mantendo sempre um novo ciclo de inovações em seus modelos de sandálias.

Nos últimos anos a Havaianas estendeu seu portfólio, investindo em produtos diferenciados como toalhas, bolsas e calçados fechados, sempre mantendo o perfil da marca. Os calçados fechados, lançados em 2010, inicialmente eram voltados ao mercado europeu, o qual sentia falta do uso de calçados da marca em tempos de frio. Atualmente lançando 2 coleções por ano a Havaianas mantém seu posicionamento como uma marca sempre atual no mundo da moda. Outro ponto importante para a marca está em seu mercado internacional, no qual é necessário que se entenda o perfil de cada público e sua cultura. Em países que a marca ainda é nova ela se utiliza de distribuidores locais que já conhecem a região e o mercado. Em países aos quais ela já está consolidada mantém uma distribuição própria. Mantendo o seu portfólio em crescimento hoje a marca disponibiliza, além dos já citados, produtos como chaveiros e pingentes para celular e em breve deverá lançar capas para iPads e iPhones. A idéia é manter essa diversificação constante e expandir o seu mercado de atuação. A empresa também prepara ações para comemorar os seus 50 anos de criação, como o lançamento de uma sandália que remete ao modelo original da primeira Havainas criada, que terá sua renda integralmente revertida para a Unicef.

 

A matéria original é do mundo do marketing 

 

A INFLUÊNCIA DA CLOUD COMPUTING

Conforme matéria publicada aqui no blog mkt em abril a cloud computing, ou computação em nuvem, já não é mais uma tendência, mas uma realidade. Onde a preocupação com o sistema operacional, sua capacidade e atualização de softwares fica em segundo plano, pois o acesso as funcionalidades e arquivos é feito remotamente. Este meio de acesso e processamento de informações esta mudando aos poucos a forma como interagimos com o meio eletrônico. Seja com os smartphones, tablets e todo aparato tecnológico móvel ou em meios não convencionais que vem surgindo, partimos para um acesso remoto e globalizado de informações. Podendo acessar nossos perfis e arquivos em diferentes dispositivos e interagir com eles com diferentes pessoas, redes e serviços.

A exigência com a capacidade dos computadores vai diminuindo e com isso os preços. Ganha espaço também sistemas operacionais como Linux que pode ser utilizado com menos recursos, assim como sistemas operacionais alternativos que vão sendo adaptados a dispositivos que não exigem ou mesmo não foram projetados para trabalhar com grande capacidade de processamento como é o caso do Android ou iOS da Apple.

Toda essa mudança é acompanhada da tendência mundial da popularização do acesso à internet. Com preços e tecnologia de acesso e velocidade cada vez mais acessíveis e locais de acesso público gratuito.

A rede de varejo Amazon.com foi uma das primeiras a aproveitar as oportunidades que a cloud computing oferece. Partindo da sua necessidade de investimento em hardware para dar conta da demanda crescente que se apresenta em certos momentos, em especial o natal. Em 2002 a rede de varejo acabou aproveitando o tempo ocioso do sistema para começar a alugá-lo, anos depois tendo lançado os serviços baseados em computação em nuvem e armazenagem remota de arquivos Simples Storage Solution (S3) e o Elastic Compute Cloud (EC2)

No Brasil a computação em nuvem tem uma distância muito grande a percorrer até se tornar popular. No entanto, apesar de começar lentamente o uso desta tecnologia, o país atualmente está tendo um crescimento rápido. Um dos grandes entraves a ser enfrentado pelo país para o pleno desenvolvimento desta tecnologia é o acesso a internet de banda larga, que ainda é muito limitado. Sem banda larga e conexões de internet de qualidade a computação em nuvem não pode existir. Assim, é preciso que os investimentos comecem pela infra-estrutura de acesso a internet no país.

DESACELERAÇÃO DO CONSUMO

Aproveitando a oferta de crédito oferecida aos brasileiros, principalmente aqueles que fazem parte da classe C, muitos consumidores chegaram ao limite de sua capacidade de pagamento enquanto outros já estão inadimplentes. Os meses de março e abril atingiram taxas de inadimplência que não se viam desde junho de 2000, acumulando altas crescentes. O governo aplica medidas para tentar barrar a desaceleração do consumo como é o caso da diminuição do spread bancário buscando incentivar o crédito. A tendencia é que estas medidas levem tempo até surtir efeito, principalmente se a renda da população não mantiver crescimento. Especialistas apontam que estamos passando por uma fase em que os consumidores endividados buscam se organizar e possibilitar o aumento de sua capacidade de endividamento. Até que isto aconteça, através de renegociações e possibilidade de empréstimos mais longos e com juros mais baixos, enfrentaremos um período de desaceleração da economia. Cabe ao profissional de marketing entender o período pelo qual passamos e buscar nas dificuldades as oportunidades de crescimento.

 

O pessimista vê dificuldade em cada oportunidade; o otimista vê oportunidade em cada dificuldade.”

 (Winston Churchill)

 

NETFLIX SE ADAPTANDO AO MERCADO BRASILEIRO

O serviço Netflix, onde você paga uma mensalidade e pode acessar os filmes, programas diversos e seriados através de streaming pela internet, trabalha para se adaptar e ganhar terreno no mercado brasileiro se adaptando ao público e cultura local. Além de dobrar o número de filmes e seriados do catálogo eles ampliaram as formas de pagamento.

A nova aposta da empresa é deixar o Brasil como um dos primeiros locais a ter perfil individual de usuário numa mesma conta. Isso possibilita que, por exemplo, diferentes pessoas de uma mesma família tenham seus próprios perfis com suas preferencias. Assim, ao acessar o serviço através do seu perfil ele lhe mostrará opções de programação voltadas a sua preferencia.

Outra novidade que será implantada no país é a sessão de “novos lançamentos” que informará ao usuário o que há de novo na programação do Netflix de acordo com o que foi inserido nos últimos dias.

 

Leia mais no site G1

VEÍCULOS ELÉTRICOS NO BRASIL

Hyundai, Mitsubishi, Nissan e Toyota, marcas de veículos japoneses quem tem algo em comum – o interesse em vender veículos elétricos no Brasil. Na última semana representantes destas companhias se encontrarão com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel para tratar do desenvolvimento de carros híbridos no país. A falta de regulamentação que trate do assunto é um dos maiores entraves para iniciar uma produção de carros deste tipo no Brasil. Além disso, seria preciso adequar os postos ao abastecimento de veículos como estes, pois atualmente somente companhias elétricas estão autorizadas a comercializar energia deste tipo.

A montadora Nissan do Brasil fechou parceria com a Prefeitura de São Paulo e com a concessionária AES Eletropaulo para testar dois modelos Nissan Leaf na Capital e a montadora Mitsubishi conta com dois veículos elétricos em exposição para os clientes do Brasil. As montadoras anseiam pelo incentivo do governo para que possam prosseguir com o desenvolvimento e produção destes veículos no país, visto que esta é uma tendência mundial a qual o Brasil não tem como não acompanhar. A expectativa é que os veículos elétricos sejam uma realidade ao consumidor brasileiro em 5 anos.

 

 

 

 

 

 

 

Leia mais no diário da grande ABC

NOVO SABOR DE DORITOS NO BRASIL

 

O salgadinho Doritos, pertencente atualmente a PepsiCo, foi lançada em 1964 como um salgadinho voltado para latinos. No Brasil o salgadinho tem o custo mais elevado do que em qualquer outro lugar no mundo e agora no mês de maio está recebendo um novo sabor, o Cool Ranch, o qual tem como característica principal o sabor do molho Ranch. Este sabor já existe no Estados Unidos a bastante tempo e agora chega ao país para suprir a necessidade de seus consumidores por inovação.

 

 

A PepsiCo anuncia a promoção do novo sabor com ações em meios digitais, como facebook e twitter, assim como samplings (amostras grátis) por todo o país e campanha com vídeos intitulados “Quer dividir alguma coisa? Divide um Doritos”. Resta saber se o novo sabor fará o mesmo sucesso que faz nos Estados Unidos e na Europa.